imoveisecasas.com
  Inicío  »   Sobral Monte Agraço
 Freguesias  
Santo QuintinoSapatariaSobral Monte Agraço
 Lojas / Serviços  

Sobral Monte Agraço Sobral Monte Agraço
(0)
Agro-Alimentar
(2)
Automóvel e Motos
(2)
Beleza
(6)
Comércio
(0)
Cultura e Lazer
(0)
Desporto
(1)
Ensino e Educação
(1)
Hotelaria e Restauração
(5)
Imobiliário e Construção
(1)
Indústria
(1)
Inst. e Org. Públicos
(3)
Lar, Decoração e Manutenção
(4)
Saúde
(3)
Serviços
(0)
Tec. Informação e Comunicação
(0)
Turismo
Brasão
Sobral de Monte Agraço

População:  2 937 habitantes (2001)
Área:  8,67 km²
Densidade populacional:  338,8 hab/km².
Actividades económicas: Agricultura, Comércio e Serviços.
Padroeiro:  Nossa Senhora da Vida
Festas e Romarias: Festa de Verão (2.º Sábado de Setembro)
Feiras:
Património cultural e edificado: Capela de Sobral de Monte Agraço ou Capela do Salvador do Mundo - séc. XII; Igreja Matriz de Sobral de Monte Agraço - renascentista - séc. XVI; Casas da Câmara e Cadeia de Sobral de Monte Agraço - Séc. XVIII ; Cine-Teatro de Sobral de Monte Agraço - Arte Deco - Séc. XX .
Colectividades: Bombeiros Voluntários de Monte Agraço; Associação Popular de Monte Agraço; Associação de Caçadores. ; Monte Agraço Futebol Clube.
Gastronomia:

O Sobral de Monte Agraço é uma vila portuguesa no Distrito de Lisboa, região Centro e subregião do Oeste, com cerca de 10 000 habitantes.

O município é limitado a norte pelos municípios de Torres Vedras e Alenquer, a sueste pela Arruda dos Vinhos e a sul e oeste por Mafra.

Sobral de Monte Agraço, foi oferecida como Senhorio Honorífico em 1771, por D. José I a Joaquim Inácio da Cruz, Tesoureiro-Mor do Erário Régio, que adoptou então o sobrenome "Sobral". Os seus descendentes foram feitos, sucessivamente Barões, Viscondes e Condes de Sobral.

Durante a Guerra Peninsular, Sobral de Monte Agraço estava integrada nas Linhas de Torres. Em Outubro de 1810, o Exército Francês chefiado por André Massena aproximou-se das Linhas, verificando que os Portugueses tinham submetido a área defronte das mesmas a uma política de terra queimada. Depois de uma escaramuça em Sobral de Monte Agraço, no dia 14 de Outubro, os Franceses aperceberam-se que não conseguiriam avançar mais. O historiador militar britânico Charles Omam escreveu que "ao alvorecer nessa manhã de 14 de Outubro, em Sobral, a maré napoleónica atingiu o seu ponto mais elevado".


Loading


Alcobaça   Alenquer   Arruda dos Vinhos   Batalha   Bombarral   Cadaval   Caldas da Rainha   Lourinhã   Leiria   Mafra   Nazaré   Óbidos   Peniche   Torres Vedras